Jornalista dinamarquês expulso e ameaçado em direto por autoridades do Qatar

Jornalista dinamarquês expulso e ameaçado em direto por autoridades do Qatar

O jornalista dinamarquês Rasmus Tantholdt foi interrompido durante uma reportagem em direto por autoridades do Qatar, que ameaçaram a equipa de reportagem e impediram os jornalistas de filmar no local.

Os jornalistas dinamarqueses encontravam-se a realizar uma reportagem em direto do Qatar, no âmbito do Mundial de Futebol que tem início no dia 20 de novembro, quando foram impedidos de o fazer por alguns membros das autoridades do Qatar.

Um carro elétrico parou junto dos repórteres e saíram 3 membros das autoridades do Qatar, que se aproximaram dos jornalistas e tentaram tapar a lente da câmara de filmar, ameaçando partir o equipamento, enquanto os profissionais tentavam mostrar que tinham autorização para filmar naquele local.

Mais tarde, o jornalista Rasmus Tantholdt revelou no seu Twitter que recebeu um pedido de desculpas do Qatar International Media Office e do Comité Supremo do Qatar.

Leia Também: Cristiano Ronaldo está com problema intestinal e falha jogo do Mundial

Na mesma publicação, o jornalista questiona sobre o que acontecerá a outros jornalistas durante o Mundial, num país onde a liberdade de imprensa não existe.

Veja o momento:

You may also like...