Mulher rejeita filho após ficar com a vagina e ânus rasgados devido ao parto

Mulher rejeita filho após ficar com complicações de saúde provocadas pelo parto

Uma mulher ficou com várias complicações de saúde após ser submetida a um corte cirúrgico no períneo, durante um parto no Hospital Padre Américo, em Penafiel.

A grávida, na altura com 27 anos, teve o parto de um bebé no Hospital Padre Américo, em Penafiel. Durante a intervenção, a mulher aceitou receber a epidural, mas garante que esta nunca lhe foi administrada.

Durante o parto, a equipa médica fez um corte cirúrgico no períneo, a região entre a vagina e o ânus, sem consultar a grávida. O corte do períneo provocou uma rotura profunda no ânus e a mulher ficou com incontinência das fezes, dor pélvica crónica e sequelas psiquiátricas graves.

Após o parto, a mulher rejeitou o bebé durante 9 meses, culpando-o pelo sucedido. As sequelas do parto causaram fortes dores nas relações da mulher e esta acabou por se divorciar do marido. A mulher teve ainda de se sujeitar a uma cirurgia de reconstrução da vagina.

Leia Também: Homem de 75 anos morre em acidente quando ia vender fruta para a feira

O parto aconteceu no dia 13 de abril de 2005, mas o caso esteve até agora a ser disputado na justiça. A mulher ganhou em primeira instância e o hospital foi condenado a pagar uma indemnização de 60 mil euros, mas recorreu e acabou por ser absolvido pelo Supremo Tribunal Administrativo há poucos dias.

You may also like...