Jornalista que usou a camisola do arco-íris no Qatar morre “subitamente”

Jornalista americano morto no Qatar após usar camisola do arco-íris

Jornalista tinha tornado público no Qatar o seu apoio à comunidade LGBT, e vestiu uma t-shirt do arco-íris, que faz alusão à referida comunidade.

O jornalista norte-americano Grant Wahl morreu no Qatar, onde se encontrava a cobrir o maior evento de futebol do mundo, cerca de duas semanas após ter sido detido por usar uma camisola com um arco-íris à entrada de um estádio.

Segundo a informação avançada pela CNN, o jornalista terá desmaiado durante o jogo entre a Argentina e os Países Baixos, que decorreu ao final desta sexta-feira, conforme mostra uma publicação da Globo na rede social Twitter. No entanto as circunstâncias da sua morte ainda não claras.

Irmão do jornalista, que se encontrava no Qatar a cobrir o Mundial de Futebol, acredita que o profissional foi assassinado por ter usado uma t-shirt com um arco-íris, que simboliza o apoio à comunidade LGBT, há cerca de duas semanas, na entrada de um estádio onde se realizam os jogos.

Leia Também: Tony Carreira não perdoa Ivo

Segundo a organização, cita a CNN, Wahl recebeu “tratamento médico imediato no local”, tendo sido posteriormente transferido para o Hamad General Hospital.

Num vídeo, partilhado nas redes sociais, Eric Wahl revela ser gay, sendo esse o motivo pelo qual o irmão se solidarizou com a comunidade LGBTQ+ ao usar uma camisola com um arco-íris, e conta que o jornalista terá sido alvo de ameaças de morte.

You may also like...