Idoso com cancro terminal espera por ambulância à chuva durante 7 horas

Idoso com cancro terminal espera por ambulância à chuva durante 7 horas

Um homem de 85 anos, que sofre de um cancro terminal, teve de ficar deitado no chão à espera de uma ambulância, à chuva, durante 7 horas.

Keith Royles, de 85 anos, sofreu uma queda e partiu a anca enquanto cortava a relva do seu jardim, em Bodelwyddan, no País de Gales.

Apesar de viver junto de um hospital, o idoso teve de ficar deitado na rua, à chuva, durante sete horas, até ser socorrido por uma ambulância.

“Ligámos para o hospital e pedimos uma ambulância mas foi-nos dito que havia uma espera de quatro a sete horas”, contou uma das filhas do idoso. “Ligámos várias vezes e a minha irmã até acenou para os técnicos de uma das ambulâncias mas eles disseram que não podiam ajudar”, acrescentou, referindo que a casa do idoso fica do outro lado da rua do Hospital de Ysbyty Glan Clwyd.

Leia Também: Jovem de 20 anos perde a vida em violento acidente na Batalha

Á chegada dos paramédicos, passadas sete horas, o idoso foi informado que teria de ser levado para um hospital a 48 quilómetros de casa, uma vez que o hospital local estaria sobrelotado.

A família do idoso ficou furiosa e não aceitou, exigindo que Keith fosse levado para um hospital mais próximo de casa, uma vez que sofre de um cancro terminal.

You may also like...