Grupo de hackers assalta caixas de multibanco com programa informático

Grupo de hackers assalta caixas de multibanco com programa informático

Um grupo de hackers tem usado um método novo para assaltar caixas de multibanco, que permite atuar sem disparar alarmes e sem ativar a tinta de segurança que inutiliza as notas nos roubos com explosivos.

O método foi detetado pela primeira vez em Portugal há cerca de dois anos, com assaltos em Lisboa e no Porto. Chama-se “black box” (caixa negra) e já permitiu o assalto de cinco caixas multibanco só desde o final de setembro, em Vila Nova de Famalicão, Coimbra, Cantanhede e Amarante.

O método consiste em abrir um orifício na parte superior da caixa, para ter acesso ao processador do equipamento. Depois, os assaltantes ligam um computador ao processador da caixa e, através de um programa informático, conseguem ter acesso a todas as partes mecânicas da caixa, como as gavetas do dinheiro.

Este método permite aos assaltantes trabalhar em silêncio, sem disparar os alarmes, e sem ativar a tinta de segurança instalada nestas máquinas, que é ativada quando alguém tenta abrir a caixa à força.

Leia Também: Mãe morre de ataque cardíaco três dias após encontrar o filho morto

Na madrugada do dia 21 de novembro, os assaltantes quase foram apanhados pelos seguranças do Mondego Retail Park, em Coimbra. Os ladrões já tinham feito o orifício que dá acesso ao processador e preparavam-se para aceder ao equipamento, quando se aproximaram os seguranças, que ainda viram os dois homens a fugir.

You may also like...