Mulher vende granada de guerra no OLX por 80 euros

GNR apreende morteiro da guerra do Ultramar à venda nas redes sociais por 80 euros

Uma mulher de 49 anos foi constituída arguida pelo crime de posse de material exclusivo das Forças Armadas, após tentar vender no OLX um morteiro do Ultramar.

A GNR recebeu uma denúncia para um anúncio de uma granada de morteiro militar à venda no OLX, por 80 euros. O anúncio foi retirado, mas a GNR conseguiu identificar e localizar a autora da publicação.

Os militares deslocaram-se até à residência da anunciante, uma operária fabril de 49 anos, e a mulher colaborou com as autoridades, levando os militares até à casa da mãe, em Grijó, onde estava guarda a arma.

O morteiro pertencia ao pai da mulher, um ex-combatente da guerra do Ultramar, que morreu recentemente. A mulher encontrou o artigo nos bens que herdou do pai e tentou vendê-lo nas redes sociais, juntamente com outros artigos.

Leia Também: Professora agride aluno de 10 anos por dizer palavrão, em Barcelos

A arma foi recolhida pela GNR, a mulher constituída arguida e o caso foi comunicado ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia.

You may also like...