Bebé morto pela mãe estava em guerra de custódia: “Matei o diabo, estava mesmo ali”

Bebé morto pela mãe estava em guerra de custódia: "Matei o diabo, estava mesmo ali"

Os pais de Isaac, o menino de um ano morto pela mãe esta segunda-feira, em Santiago do Cacém, estavam em luta pela custódia do menino.

A mãe do menino, Luana Silva, de 24 anos, de nacionalidade brasileira, estava a viver com a criança em Portugal. O pai da criança, Cleitinho Soares, está a residir na França e queria que o menino fosse para o Brasil, viver com os avós paternos.

Cleitinho ameaçou retirar o menino à mãe, mas já foi tarde de mais. A mulher acabou por matar a criança na madrugada de segunda-feira, durante um surto psicótico. Esfaqueou o filho até à morte e depois ligou ao pai a dizer o que tinha feito.

“Matei o diabo. O diabo estava mesmo ali. Satanás, Satanás”, gritou a mãe, à porta de casa, depois de cometer o crime.

Leia Também: Anibal Pinto rasga Cristiano Ronaldo: “Narcisista. Tem o ego do tamanho da conta bancária dele”

Uma vizinha encontrou a mulher ao final da tarde de domingo num café, mas nunca imaginou a tragédia que viria a acontecer umas horas mais tarde. “Dizia que estava com muitas dores de cabeça. Falava de Deus e do diabo e dizia que ia para casa com o menino. Parecia perturbada, mas nunca pensei que pudesse fazer mal à criança”, conta a vizinha.

You may also like...