A carta aberta de um português a Cristiano Ronaldo que está a deixar Portugal em lágrimas

A carta aberta de um português a Cristiano Ronaldo que está a deixar Portugal em lágrimas

Rui Santos, jornalista de futebol da CNN Portugal, escreveu uma carta aberta a Cristiano Ronaldo que está a dar a volta ao país. “Vamos lá, Cristiano, não ligues aos invejosos e aos que querem voar montados nas tuas asas”

“O assumir que estás na fase do abandono não é boa para ti, porque a conclusão é contrária à tua inteligência de não perceberes que foste abandonado. Mereces muito mais. Mereces que o País te reconheça o que fizeste por ele.

[…] O que me custa é ver o formigueiro e sobretudo a desinência de um conjunto de ‘juízes’ que se atiram a ti como gato a bofe, não percebendo a desproporção, a desabilitação e até o ridículo das suas sentenças.

Tu, Cristiano, és de origens humildes, sabes o que são as necessidades das pessoas, que precisam, muitas delas, de trabalhar no duro para alimentar os seus filhos e ter uma vida minimamente digna.

Nasceste com um dom de singularidade com o qual, ao teu nível, muito poucos se podem comparar, e soubeste transformar esse dom numa carreira inimitável. Com muito esforço e dedicação deves a ti próprio, em primeiro lugar, tudo aquilo que conseguiste.

Leia Também: Cristiano Ronaldo quebra o silêncio: “O United traiu-me e não tenho respeito pelo Ten Hag”

Portanto sabes, como eu sei, em dimensões naturalmente distintas, que merecem o meu maior respeito e consideração, a dificuldade que se coloca à nossa frente, de tantos milhões de pessoas, em provar o que parte da sociedade não aceita, por inveja: o êxito dos outros.

Deves ser o primeiro a reconhecer os erros que já cometeste, acredito sinceramente que tens noção deles e o primeiro teve que ver com a decisão que tomaste, ainda sob contrato, de deixar o Manchester United.

[…] Sim, foste um exemplo no futebol. És uma lenda no futebol, e percebo a tua frustração. De olhares os olhos de ERIK TEN HAG e não vislumbrares a visão de um mínimo de reconhecimento.

Desilude-te. A sociedade é assim: espreme-te como uma laranja, tira-te o sumo todo que durante anos fez de ti uma laranja com sumo infindável e quando tu achas que a laranja ainda tem sumo para dar, desde que seja bem espremida, vês-te transformado num limão. Ácido, azedo, seco.

Leia Também: “Isto é uma vigarice”: Cliente denuncia erro em fatura do Pingo Doce

ERIK TEN HAG está a servir-se de ti para afirmar a liderança dele e tu estás a alimentar-lhe essa soberba. Não lhes dês esse prazer.

[…] Mereces muito mais. Mereces que o País te reconheça o que fizeste por ele. Portugal foi falado durante anos a fio por bons motivos por causa de ti.

És um orgulho e serás um orgulho para aqueles que têm a lucidez de perceber o que representas. Não apenas para ti e para os teus, para a tua mulher e para os teus filhos, mas para todos aqueles que não são ingratos.

A ingratidão é uma coisa muito feia e, mesmo aqueles que não estão em condições de perceber o que isso é e falam de ti como se fosses um saco de lixo, sabem que dificilmente nascerá outra outra vez em Portugal, na Madeira ou no continente, um jogador de futebol com as tuas qualidades e com a capacidade de fazer aquilo que tu fizeste.

Como homem que tenho dedicado a vida ao jornalismo e ao futebol ser-te-ei eternamente grato. Não gosto, confesso, de te ver neste papel.

[…] Vamos lá, Cristiano, mostra a tua fibra porque, aqui em Portugal, há muita gente grata, acredita. Somos milhões.”

Pode ler a carta completa aqui.

You may also like...