Motorista de camião do lixo morre em despiste. Tinha taxa 5 g/l de álcool no sangue

Motorista de camião do lixo morre em despiste. Tinha taxa 5 g/l de álcool no sangue

Um motorista de camião do lixo, de 42 anos, perdeu a vida num despiste durante o serviço, enquanto conduzia em estado de embriaguez.

O acidente ocorreu em Cinfães, a 22 de dezembro de 2018, mas só agora o Tribunal da Relação de Coimbra deu a palavra final sobre o caso, tendo decidido que “a seguradora não é responsável pela reparação dos danos do acidente, incluindo reembolso das despesas de funeral”.

O homem conduzia “com uma taxa de álcool no sangue superior a 5 g/l”, um valor muito superior aos 0.5 g/l permitidos por lei. A quantidade de álcool presente no sangue do motorista “corresponde a uma intoxicação alcoólica grave com o consequente estado de coma ou morte”, concluiu a investigação.

O acidente ocorreu numa curva numa descida, tendo o camião embatido no muro que ladeia a estrada, acabando por tombar. O motorista, que não levava cinto de segurança, teve morte imediata.

Leia Também: Madeira: Nova droga destrói a vida de centenas de jovens

A mãe do motorista pagou 1810 euros pelo seu funeral e queria ser reembolsada pela seguradora, mas o Tribunal da Relação de Coimbra decidiu que a seguradora não é responsável.

You may also like...