ūüö®Ex-primeira-ministra da Nova Zel√Ęndia condenada a pagar 3,6 milh√Ķes de euros ap√≥s a fal√™ncia de uma empresa

A ex-primeira-ministra da Nova Zel√Ęndia, Jenny Shipley, foi condenada a pagar uma indemniza√ß√£o de 6,6 milh√Ķes de d√≥lares neozelandeses (cerca de 3,6 milh√Ķes de euros) mais juros pelo seu papel no colapso da empresa de constru√ß√£o Mainzeal. A decis√£o foi proferida pelo mais alto tribunal do pa√≠s e divulgada pela ag√™ncia Reuters. Al√©m de Shipley, outros tr√™s gestores – Richard Yan, Clive Tilby e Peter Gromm – tamb√©m foram considerados respons√°veis e devem contribuir com um montante total de 39,8 milh√Ķes de d√≥lares neozelandeses para os credores da empresa. O tribunal considerou Richard Yan o mais culpado e manteve a indemniza√ß√£o de cerca de 20 milh√Ķes de d√≥lares neozelandeses para ele. Os advogados dos r√©us n√£o comentaram o assunto. No entanto, as consequ√™ncias legais para Shipley, Tilby e Gromm foram limitadas a 6,6 milh√Ķes de d√≥lares neozelandeses e juros cada. Os advogados dos r√©us afirmaram que eles lamentam profundamente o colapso da Mainzeal e as suas consequ√™ncias para os trabalhadores, clientes e credores.

Fonte