ūüö® Seis crian√ßas ficaram presas num telef√©rico no Paquist√£o ap√≥s cabo se ter partido

Seis crianças e dois professores ficaram presos num teleférico suspenso a 274 metros acima de uma ravina no Paquistão depois de um dos cabos se ter partido. Está em curso uma complicada missão de resgate de helicóptero que está a ser dificultada pelos ventos fortes, disseram esta terça-feira as autoridades de resgate.

As crianças, que estão presas desde as 7h, horário local (3h em Lisboa), usavam o teleférico para ir para a escola que se situa numa área montanhosa em Battagram, a cerca de 200 quilómetros (125 milhas) do norte de Islamabad, disseram as autoridades.

A Autoridade Nacional de Gestão de Desastres do Paquistão disse num comunicado que um cabo do serviço de transportes se partiu e que um helicóptero do exército foi enviado para uma operação de resgate, após várias tentativas sem sucesso para consertar a falha.

O telef√©rico ficou preso no meio de uma ravina e ficou pendurado por um √ļnico cabo ap√≥s um outro se ter partido, disse √† Reuters Shariq Riaz Khattak, um dos respons√°veis pelo resgate no local.

A missão é complicada pela ocorrência dos ventos fortes que se fazem sentir na área e pelo facto de se correr o risco de o helicóptero destabilizar ainda mais a sustentação do teleférico.

As pessoas que vivem nas regi√Ķes montanhosas do norte do Paquist√£o costumam usar telef√©ricos como forma de transporte entre aldeias.

O primeiro-ministro interino do Paquistão, Anwaar-ul-Haq Kakar, expressou preocupação na plataforma X, anteriormente conhecida como Twitter.

‚ÄúTamb√©m instru√≠ as autoridades a realizar inspe√ß√Ķes de seguran√ßa em todos os telef√©ricos privados para garantir que s√£o seguros para operar e usar‚ÄĚ, escreveu.

Fonte