ūüĒ• O legado de √Čvora e Pichardo foi mantido: Tiago Pereira coloca Portugal numa final do triplo salto pela oitava edi√ß√£o consecutiva

Pedro Pablo Pichardo, a maior estrela do atletismo português, não poderá participar no Campeonato do Mundo de atletismo em Budapeste devido a uma lesão. O atleta já vinha lidando com problemas físicos e, durante a viagem para a Hungria, agravou uma lombalgia, sendo considerado inapto pelo departamento médico da Seleção. Com esta ausência, Portugal perde uma potencial esperança de medalha na competição. A lesão de Pichardo é uma grande deceção para o país, que já tinha sido abalado com a notícia da lesão de Patrícia Mamona, outra atleta promissora. Agora, resta apenas Tiago Pereira representar Portugal no triplo salto masculino.

Pedro Pablo Pichardo tem sido uma figura dominante no atletismo português desde 2021, conquistando títulos e quebrando recordes. Ele ganhou o Campeonato Europeu de Pista Coberta, tornou-se campeão olímpico em Tóquio e sagrou-se campeão mundial ao ar livre em Oregon, nos EUA. Além disso, ele conquistou outros títulos importantes, como o vice-campeonato mundial de pista coberta e o título europeu ao ar livre. Pichardo também estabeleceu uma nova melhor marca nacional.

A ausência de Pichardo no Campeonato do Mundo é uma grande perda para Portugal e diminui as chances de medalha do país. No entanto, Tiago Pereira ainda representa uma esperança para a seleção portuguesa no triplo salto masculino. Será interessante acompanhar o desempenho de Pereira e ver como ele se sairá na competição.

Fonte