ūüĒć FPF vai analisar quebra de comunica√ß√Ķes do video√°rbitro no Est√°dio do Drag√£o

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federa√ß√£o Portuguesa de Futebol (FPF) confirmou que houve uma quebra de comunica√ß√Ķes √°udio e v√≠deo no video√°rbitro (VAR) durante o jogo entre FC Porto e Arouca, da I Liga. Em comunicado enviado √† ag√™ncia Lusa, o CA informou que a quebra de comunica√ß√£o ocorreu perto dos 90 minutos do jogo. No entanto, a comunica√ß√£o √°udio e v√≠deo foi retomada durante o per√≠odo de compensa√ß√£o. O CA prometeu analisar esta quebra de comunica√ß√£o do ponto de vista t√©cnico e tornar as conclus√Ķes p√ļblicas.

No jogo entre FC Porto e Arouca, o árbitro Miguel Nogueira recorreu ao VAR para avaliar um possível lance de grande penalidade sobre Mehdi Taremi. Inicialmente, o árbitro assinalou a grande penalidade, mas reverteu a decisão após uma conversa telefónica, sem ter revisto as imagens do lance.

A quebra de comunica√ß√£o no VAR tem sido um problema recorrente no futebol portugu√™s. Esta situa√ß√£o levanta quest√Ķes sobre a efic√°cia e fiabilidade do sistema de video√°rbitro. A FPF tem a responsabilidade de garantir que as comunica√ß√Ķes √°udio e v√≠deo funcionem corretamente durante os jogos, de forma a evitar erros de arbitragem e assegurar a justi√ßa desportiva.

√Č importante que o CA analise esta situa√ß√£o de forma rigorosa e tome medidas para evitar quebras de comunica√ß√£o no VAR no futuro. A transpar√™ncia e a confian√ßa no sistema de video√°rbitro s√£o fundamentais para o bom funcionamento do futebol portugu√™s.

Fonte