馃搲 Economia dever谩 registar “claro abrandamento” nos pr贸ximos trimestres

O F贸rum para a Competitividade prev锚 que a economia portuguesa v谩 abrandar nos pr贸ximos trimestres, tornando dif铆cil alcan莽ar a meta de crescimento estabelecida pelo Governo. De acordo com o F贸rum, os pr贸ximos trimestres ser茫o de abrandamento econ贸mico, e para atingir a meta de crescimento de 2,7% em 2023, o Produto Interno Bruto (PIB) teria que crescer 3% no segundo semestre, o que 茅 considerado quase imposs铆vel dadas as circunst芒ncias atuais. A entidade tamb茅m destaca que o indicador di谩rio de atividade, calculado pelo Banco de Portugal, tem vindo a diminuir, sugerindo um novo abrandamento no terceiro trimestre. O F贸rum tamb茅m prev锚 uma desacelera莽茫o da economia em 2024, devido ao contexto externo, ao impacto das taxas de juro na procura interna e 脿s restri莽玫es or莽amentais impostas pelas regras europeias. A an谩lise tamb茅m revela uma diminui莽茫o da confian莽a em todos os setores da economia em agosto, bem como uma queda na confian莽a dos consumidores nos servi莽os e uma desacelera莽茫o das dormidas no setor do turismo. Quanto ao mercado de trabalho, observou-se uma forte redu莽茫o na taxa de desemprego no segundo trimestre, embora esta tend锚ncia possa n茫o estar diretamente relacionada com o desempenho do PIB.

Fonte